domingo, 17 de junho de 2012

Kian e Remee - As gêmeas de cores diferentes

Nota Gisele, autora deste blog: "Não sei se elas são índigos, mas amei a reportagem e resolvi colocar aqui para ilustrar...."


""
Uma tem a pele negra e grandes olhos castanhos. A outra tem a pele branca e olhos azuis. Elas podem compartilhar o mesmo sorriso insolente, mas lado a lado, elas dificilmente poderiam parecer iguais.

E mesmo assim, Kian e Remee são gêmeas, nascidas com um minuto de intervalo.



Segundo os especialistas, a chance disso acontecer é de uma em um milhão. Trata-se de dois óvulos fertilizados por dois espermatozóides ao mesmo tempo. A mãe Kylee Hodgson e o pai Remi Horder têm mães brancas e pais negros. O resultado surpreendente é um conjunto de dois tons diferentes.

Elas primeiro atrairam a atenção internacional quando foram apresentadas no Daily Mail com menos de um ano de idade. Agora, se aproximando de seu sétimo aniversário, ninguém pergunta por que elas não têm a mesma aparência, e nem passaram por qualquer preconceito racial.

"Elas são um exemplo tão perfeito de como deve ser", disse a mãe ao Daily Mail. "Elas não são incomodadas sobre sua cor de pele". Kian e sua irmã mais velha de 60 segundos nasceram em abril de 2005 por cesariana.



Kylee, agora com 25 anos, recorda o momento em que as viu pela primeira vez: "Eu notei que ambas tinham belos olhos azuis", disse ela.

"Mas enquanto o cabelo de Remee era loiro, o de Kian era preto e ela tinha a pele mais escura. Para mim, elas eram minhas filhas e eram apenas normais. Eu achei que ficariam iguais com o passar do tempo".

O tempo, no entanto, apenas acentuou as suas diferenças. Os olhos de Kian mudaram de cor e sua pele ficou mais escura. A pele de Remee ficou mais clara e os cabelos encaracolados ficaram loiros. Talvez sem surpresa, Kylee encontrou-se respondendo a perguntas sobre de quem as filhas eram, ou quem era a amiga loira de Kian, quando ela empurrava os carrinhos lado a lado.

"As pessoas me perguntavam por que eu vestia as crianças do mesmo jeito", disse Kylee. "Eu dizia: porque elas são gêmeas, e deixava as pessoas curiosas com isso".

Embora compartilhem uma ligação comum, as gêmeas já estão fazendo as coisas à sua própria maneira.



Hoje elas estão em classes diferentes na escola e têm diferentes conjuntos de amigos. Ambas amam dançar e cantar juntas, mas os seus interesses são diferentes, Kian tem um amor pelos animais e sua irmã gosta de culinária.

Como muitos gêmeos, porém, elas têm uma afinidade tácita, quase intuitiva.

"Elas ficam tão bem", disse Kylee, agora separada do Remi e vivendo em Dudley, West Midlands (Inglaterra). "Às vezes elas fazem as mesmas coisas ao mesmo tempo. Depois, elas ainda espirram juntas. Isso realmente me faz rir".

"E elas não percebem a coisa da cor. Elas cresceram com pessoas de pele clara ao redor delas, e também com pessoas negras. Mas elas são apenas elas mesmos. Elas não vêem o que todo mundo vê".

[Daily Mail]


Gêmeas, uma branca e outra negra, Kian e Remee, 7 anos de idade. Uma condição rara que acontece em um a cada um milhão de nascimentos de gêmeos.



Postagens populares